A INTERNACIONALIZAÇÃO DAS EMPRESAS NO SETOR CRIATIVO E O PAPEL DO E-COMMERCE E DA INTERNET

Live debate pandemia, boom do e-commerce e internacionalização de empresas

Atualmente, a necessidade de globalizar e internacionalizar negócios mostra-se crucial para empresas que buscam crescimento sustentável. E, com a pandemia, acelerou-se um processo que vai nessa direção: o e-commerce. 

Para debater esse cenário, a Unibes Cultural transmite em suas redes sociais a live ‘A Internacionalização das Empresas no Setor Criativo e o Papel do E-Commerce e da Internet’.

A live é realizada em parceria com a Faria de Oliveira Advogados e aborda temas como modelos de internacionalização e de e-commerce, estratégias jurídicas para empresas brasileiras do setor criativo internacionalizarem-se nos mercados online e offline.

Participam do debate a advogada Natália Faria de Oliveira, o advogado Nelson Faria de Oliveira e empresário Pedro Rodrigues dos Santos.

Mais obre os palestrantes
 

Natália Faria de Oliveira é licenciada em Direito pela Universidade Católica Portuguesa e especializada em Direito Europeu e Direito Internacional Financeiro, pela Católica Global School of Law e King’s College London. 

Atualmente, atua nos ramos de Direito Financeiro, Empresarial e Societário, Direito Internacional Privado e Direito da Tecnologia, na Sociedade Faria de Oliveira Advogados. 

Nelson Faria de Oliveira é advogado e managing partner da Faria de Oliveira Advogados desde 1985, possuindo mais de 30 anos de experiência na assessoraria jurídica de empresas nacionais e multinacionais, numa ampla gama de tópicos e questões corporativas. 

Bacharel de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e especialista em Direito Penal Empresarial, Direito do Trabalho e Direito Tributário, em diferentes cenários, como empresas de segurança privada, varejistas e indústria. 

Pedro Rodrigues dos Santos é empresário e consultor, tendo lançado vários projetos empresariais nas áreas da Gestão, Marketing e E-Commerce ao longo da sua carreira de mais de 20 anos. Detém ainda uma vasta experiência em gestão de projetos internacionais, tendo trabalhado e residido em mercados como Reino Unido, França, Bélgica, China e, inclusive, Brasil.

Fonte: Unibes Cultural